Atlas do Desenvolvimento Humano da RMS – 2006

Desde o primeiro relatório o paradigma do desenvolvimento humano teve como contrapartida imediata a busca de uma nova referência para medir o estágio de desenvolvimento dos países, até então muito centrada no Produto Interno Bruto (PIB) per capita. Essa medida é o Índice de Desenvolvimento Humano – IDH. O IDH sintetiza o nível de sucesso atingido pela sociedade no atendimento das três necessidades básicas e universais do ser humano: acesso ao conhecimento (dimensão educação), direito a uma vida longa e saudável (dimensão longevidade) e direito a um padrão de vida digno (dimensão renda).

 

Fica claro o valor da parceria estabelecida entre o PNUD e o governo do estado da Bahia. Com a participação substantiva da Fundação João Pinheiro, a colaboração do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, e a participação técnica da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia – CONDER, foi possível desagregar não apenas o IDH, mas uma centena de indicadores de desenvolvimento humano, para revelar, como nunca antes, as condições vivenciadas pelas populações da Região Metropolitana de Salvador – RMS. Assim, além de explorar as mais diversas dimensões da pobreza, o Atlas de Desenvolvimento Humano da RMS permitirá – ao desagregar dados espaciais e temáticos – refletir sobre as iniquidades municipais que limitam o processo de expansão das liberdades.

Capa Atlas de Desenvolvimento Humano da RMS

Capa Atlas de Desenvolvimento Humano da RMS